Olá queridos, tudo bem?


Estamos
no mês da amamentação e nada melhor do que falarmos um pouco mais
sobre o assunto, amamentar é um ato de amor!
Aleitar ao seu bebê faz
maravilhas para a saúde dele: reforça seu sistema imunológico e reduz as
chances de ele se tornar uma criança com obesidade e previne outras doenças
como síndrome metabólica, diabetes,hipertensão e doença
celíaca. Afinal de contas, ele é o alimento
certo para seu filho. E, de quebra, você mesma ganha benefícios, como a redução
das chances de câncer de mama e
de ovário, além de auxiliar o emagrecimento pós-parto.

Mas tudo isso não significa que a amamentação seja
sempre linda e maravilhosa: muitas mães sentem dores e outros desconfortos que
podem levá-las a desistir de dar o peito aos bebês. E isso muitas vezes
acontece por inexperiência. É muito importante, por exemplo, saber como o bebê deve abocanhar o peito corretamente. Para uma
pega ideal, a mãe deve estar confortável, trazer o bebê ao seu encontro,
posicionar o polegar acima da auréola e o indicador abaixo, formando um ‘C’
para que o bebê abocanhe o mamilo. Ao mamar, a boca do bebê deve estar bem
aberta, com os lábios para fora, abocanhando quase toda a auréola e não somente
o bico do peito.

Quando ocorre dor, pode ser porque o bebê não
está fazendo isso da forma correta, ou por algum outro motivo.  Então
quanto mais informações tivermos melhor, fazer cursos e ler muito sobre o
assunto.


Quanto mais você souber sobre como funciona o aleitamento  e os benefícios
do leite materno, maiores serão a suas chances de ser bem sucedida na tarefa de
amamentar.

Meus seios cresceram muito e consegui amamentar no hospital, mas quando cheguei
em casa as vezes dava mama durante 40 minutos e nada do meu filho soltar o
peito e ele acabava chorando muito e eu sentia uma dor insuportável toda vez
que ele abocanhava o peito, li muito sobre o assunto e foi melhorando na hora
de amamentar, quando o meu pequeno começou abocanhar de maneira correta, o meu
leite começou a sair pouco e ele não estava ganhando peso o suficiente e então
tive que optar por dar mamadeira, mas enquanto dava o peito foi uma experiência
incrível e valeu a pena cada minuto :).

Vamos a algumas dicas que foram preparadas pela Lillo para a preparação das mamas na amamentação:
  
1     Banho de sol
– O contato com o sol ajuda a prevenir as rachaduras nos mamilos e ativa a
vitamina D no organismo. A gestante pode pegar sol antes das 10 hs da manhã e
após às 16 hs. O ideal é a exposição não ultrapasse 20 minutos ao dia.
2     Se as mamas
ressecarem ou começarem a rachar, aplique leite materno nelas. Passe o leite,
espere secar e coloque o sutiã novamente. Em caso de dor constante, fissuras e
que venha a prejudicar a amamentação, procure recomendação médica.
 3      Lavar
o bico dos seios somente com água. Não utilize sabonete sobre o bico e a aréola
para evitar o ressecamento. Os bicos já tem uma hidratação natural que deve ser
preservada.
4    Use o melhor
sutiã de amamentação. Evite usar sutiã apertado e com aros que podem machucar e
impedir a circulação linfática das mamas.
5    Massagens –
Realize as massagens para facilitar a “descida” do leite, são movimentos
simples que podem ser feitos duas vezes ao dia. Faça a massagem em um seio de
cada vez, segure o seio com as duas mãos, uma de cada lado do seio e faça uma
pressão da base até o bico, repetindo por 06 vezes. Depois, faça o mesmo
movimento com uma mão em cima e uma embaixo do seio.
6     Para evitar
Rachaduras durante a amamentação. O bebê deve estar virado de frente para a mãe
e a boca do bebê deve cobrir toda a aréola (parte escura em volta do bico),
desta forma, a pressão será exercida na aréola e não no bico, o que reduzirá o
atrito e diminuirá a dor.
7    Não precisa
esterilizar o bico com álcool. O próprio leite já tem essa função.
8     Movimentos
para dessensibilizar. Durante o banho faça movimentos circulares de fora para
dentro das mamas. Após o banho passe a toalha macia na região do bico e aréola
e em toda a mama, massageando em movimento circular de fora para dentro da
mama. Isso irá ajudar a região a ficar menos sensível.
9    Amamente o
seu bebê! Procure se informar e faça tudo para que esse momento maravilhoso
seja uma troca de amor e carinho.
10  Alimentação
balanceada. A gestante deve optar por uma alimentação balanceada e variada para
oferecer diversos tipos de vitamina ao bebê. Procure um especialista para
montar um cardápio adequado e personalizado para você.
A escolha
do melhor Sutiã
As gestantes devem
usar o sutiã de sustentação para suportar com conforto e segurança o aumento do
peso e volume mamário. O tecido do sutiã deve ser antialérgico e confortável,
para oferecer segurança e proteção no contato da mama, aréola e bico com o
tecido. Deve ser do tamanho ideal para acomodar toda a mama dentro do sutiã,
acompanhando o crescimento e o novo tamanho das mamas durante a gestação.
Procure
utilizar um sutiã especial a partir da sexta e oitava semanas, quando as mamas
começam a aumentar de forma significativa o seu tamanho.
O sutiã
próprio para essa nova fase da mulher deve proporcionar: segurança, sustentação
e conforto para as mamas nas atividades do dia-a-dia; prevenir o surgimento de
estrias e evitar a flacidez mamária. Utilize o sutiã de amamentação
diariamente, podendo ser usado durante o dia e à noite. Sinta-se confortável e
segura! 

Segue abaixo alguns modelos que a Lillo recomenda:

Amamentação e dicas para preparar as mamas

Amamentação e dicas para preparar as mamas

Amamentação e dicas para preparar as mamas

E vocês
usaram algumas das dicas que citei acima? Como foi o seu processo de amamentação?
Deixe
seus comentários.

20 thoughts on “Amamentação e dicas para preparar as mamas

  1. Olha, comigo o que funcionou foi usar as conchas de amamentação. Mas passei por todos os perrengues de dor que você citou antes de descobrir a concha! Ainda bem que depois passou!

    Clau
    @AsPasseadeiras

  2. Sempre bom delee dicas boas!!!! Tive ajuda com pisquila, e nos demos super bem, é com certeza o melhor momento da vida!!

    Beijos Mila (@mundodamae)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *