No Brasil, menores costumam acessar a internet diariamente, mais de uma vez por dia. Esse dado traz consigo uma preocupação a mais para os pais. Diante disso, uma saída é adotar a segurança digital para proteger filhos.
De fato, existem diversos recursos e cuidados que podem ser tomados para evitar que os jovens sofram cyberbullying ou outro tipo de crime virtual. Pode-se, por exemplo, utilizar aplicativos e orientar os filhos sobre os perigos da web.
Para falar mais sobre esse assunto, apresentamos algumas dicas de segurança digital para proteger filhos de conteúdos impróprios e pessoas mal-intencionadas. Confira!

DICAS DE SEGURANÇA DIGITAL PARA PROTEGER FILHOS: A IMPORTÂNCIA DO DIÁLOGO


Antes de qualquer coisa, é necessário que os pais orientem os filhos sobre os perigos da internet para jovens.
Realmente, manter o diálogo é a melhor forma de mantê-los informados sobre os possíveis riscos de condutas impróprias no ambiente digital.
Além do que, é por meio de uma conversa que os pais podem se aproximar mais das vivências dos filhos na internet.
Essa é uma forma também de acompanhar de maneira mais adequada o modo como os filhos utilizam a internet.
Somente para exemplificar como o diálogo pode propiciar uma maior segurança dos filhos na internet, pode-se orientar sobre cuidados nas redes sociais.
Nesse sentido, os pais podem falar sobre os riscos da exposição em excesso, tanto de informações pessoais, quanto do corpo e da rotina.

COMO PROTEGER OS FILHOS NA INTERNET: ALGUMAS MEDIDAS QUE FACILITAM O MONITORAMENTO

Existem algumas medidas muito fáceis de serem adotadas que podem propiciar uma maior segurança na internet para os filhos.
Pode-se, por exemplo, colocar os desktops em locais bem acessíveis, como a sala.
Outro cuidado que se pode tomar é o de ter acesso a todas as senhas utilizadas pelos filhos e monitorar o celular, inclusive podendo monitorar o whats app.
Observar as atividades dos filhos em redes sociais e acessar o histórico de navegação periodicamente também são medidas de segurança digital para proteger filhos.
Essas práticas podem auxiliar os pais a entenderem também o que motiva os filhos a acessar a internet, seus gostos e interesses pessoais.

SEGURANA DIGITAL PARA PROTEGER FILHOS: A IMPORTÂNCIA DA IMPOSIÇÃO DE LIMITES


Uma maneira de oferecer mais segurança digital para os filhos na internet é impondo limites em relação ao tempo de acesso.
Sem essa iniciativa, a tendência é que as crianças e jovens fiquem longos períodos diante das telas. Isso pode ter efeitos negativos sobre o desenvolvimento dos filhos.
De fato, menores que passam muito tempo na web tendem a ser sedentários e, muitas vezes, podem desenvolver problemas como ansiedade e depressão.
Por isso, estabelecer limites de tempo para a navegação dos filhos é fundamental para protegê-los dos riscos que a internet pode trazer.

COMO PROTEGER SEUS FILHOS NA INTERNET COM FILTROS DE CONTEÚDO


Outra medida importante de segurança digital para proteger filhos é a utilização dos filtros de conteúdo.
Esses programas e aplicativos permitem o bloqueio de diversos tipos de conteúdos impróprios para menores, como os pornográficos ou violentos.
As ferramentas de bloqueio de conteúdo podem ser instaladas tanto em dispositivos móveis, como em desktops.
Entre esses programas, podemos mencionar o Windows Live Protection, o Zuggi e o Norton Family.
Além de propiciar as opções de restrição de acesso a determinadas páginas e sites, esses aplicativos permitem também o controle do tempo de acesso.
Algumas dessas ferramentas de segurança digital para proteger filhos permitem que se faça a configuração de buscadores. Essa função permite que as buscas sejam feitas apenas no modo “Safe search”.

SEGURANÇA DIGITAL PARA PROTEGER FILHOS: MAIS TRANQUILIDADE PARA TODA A FAMÍLIA


À vista do que foi dito, podemos concluir que com medidas simples os pais podem proporcionar às crianças e jovens mais proteção contra os riscos da internet.
Além do que, as medidas de segurança digital para proteger filhos propiciam muito mais tranquilidade para os pais. Afora isso, essas medidas permitem que os pais se aproximem mais dos interesses e preocupações dos filhos.

E você, conhece alguma outra forma de proteger os filhos dos riscos da web? Comente!

LSI: perigos da internet para jovens, como proteger os filhos na internet, como proteger seus filhos na internet.
Secundárias: segurança dos filhos na internet, segurança na internet para filhos segurança digital para filhos na internet.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *