Empoderamento Feminino no Brasil. O Que é? Como Trabalhar o Mesmo? A Psicologia, Mercado de Trabalho. Veja Exemplos.

Empoderamento Feminino no Brasil. O Que é? Como Trabalhar o Mesmo? A Psicologia, Mercado de Trabalho. Veja Exemplos.Atualmente, muito tem se falado sobre a questão do empoderamento feminino no Brasil. O termo está na boca dos brasileiros e várias empresas atualmente buscam incentivar o empoderamento de mulheres no meio de trabalho, mas poucas pessoas realmente sabem do que isto se trata.

Se você está no grupo que ainda não sabe o que o termo significa, não se preocupe, vamos esclarecer tudo em seguida com alguns exemplos.

 

O que é o empoderamento feminino?

Pode-se definir o empoderamento das mulheres como uma atividade de conscientização coletiva através de ações que fortaleçam e estimulem a presença de mulheres no mercado de trabalho, especialmente em posições de liderança.

Isso tem ocorrido porque durante muito tempo foi negada às mulheres as chances de tomarem para si a liderança em organizações e empresas. Graças a uma movimentação feminina nas mais diversas áreas, o conceito se espalhou e muitas empresas já buscam se adaptar para oferecer a mulheres cargos de destaque e liderança.

No Brasil, um exemplo de como isso vem acontecendo é notado na Microsoft. Em 2015, a empresa nomeou a executiva Paula Bellizia como presidente de sua filial no país, cargo que ela exerceu até 2019, quando foi promovida a vice-presidente de compras e marketing da Microsoft da América Latina.

 

Como trabalhar essa questão?

A Organização das Nações Unidas (ONU) lançou em 2010 uma série de princípios com o objetivo de auxiliar empresas que buscam colocar em prática o empoderamento feminino em seus ambientes de trabalho.

Entre esses princípios, destacam-se o tratamento de homens e mulheres de forma justa, o estabelecimento de lideranças sensíveis à igualdade de gênero e o apoio do empreendedorismo de mulheres. Com base nos fundamentos estabelecidos pela ONU, é possível começar a desenvolver um mercado de trabalho mais igualitário para homens e mulheres.

A Schneider Electric é um caso de empresa que tem incentivado o empoderamento feminino no Brasil e no mundo de tal modo que, em 2018, ela atingiu uma de suas metas com base nesse conceito: a igualdade salarial entre pessoas de ambos os gêneros. Atualmente, a multinacional de distribuição elétrica trabalha para aumentar o percentual de mulheres que ocupam os seus principais cargos de liderança internos.

 

Como a psicologia do empoderamento feminino afeta o mercado

Promover o empoderamento feminino tem se mostrado algo positivo tanto para a sociedade, quanto para o mercado. Mulheres em pé de igualdade em grandes empresas contribuem para com avanço tecnológico, uma vez que elas oferecem visões diferentes do mercado e do ramo em que estão inseridas, permitindo o desenvolvimento de seus setores. Elas também têm se destacado na ciência, promovendo a transformação e a descoberta nas áreas da física e da química.

Ainda falta muito para que o mercado brasileiro atinja a igualdade total de gêneros. Dados do IBGE apontam que homens ainda ocupam mais 58% dos principais cargos executivos no país e que mulheres recebem 20% a menos que eles em tais posições.

Entretanto, o empoderamento feminino no Brasil e no restante do mundo tem trazido cada vez mais mudanças sociais e se tornou um dos principais objetivos das grandes empresas, que reconhecem como um a igualdade no ambiente de trabalho pode ajuda-las em seu desenvolvimento.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *