Como lidar com a  volta ás aulas
Filho, hoje um novo ciclo se
inicia, não te deixarei em um lugar estranho, mas sim, te levarei a um lugar
especial, com pessoas especiais,  aonde
você irá conhecer um mundo muito maior do que aquele que você já conhece e não
se preocupe, pois eu irei te buscar, depois que sua aula acabar, para te dar um
abraço apertado e você me contar as maravilhas que aprendeu!
Christiane Junqueira
Enfim  as aulas começaram!!. Para alguns uma festa,
estão empolgados, foram atras do estojo do personagem predileto a mochila da
princesa preferida é por aí vai. Mas este momento não é maravilhoso para todas
as crianças, alguns nem sabem que as aulas irão começar, como é o caso das
crianças da primeira infância, alguns quando a mãe começa a falar que as férias
estão acabando já começam a sofrer, outros estão mudando de escola  e tem aqueles que nunca foram para a escola.
 Ufa!!!
Quanta coisa né? Mas é assim mesmo que acontece, todo início  de aula temos crianças sendo recebidas nas
escolas em diversas idades, em diferentes momentos e como não poderia deixar de
ser um turbilhão de emoções e expectativas despejadas nesse momento.
Mas calma, como se diz para tudo tem um jeito
e isso é só um momento, o desconhecido assusta para nós adultos imagina para a
crianças?, Mesmo para aqueles que já estão acostumados assusta, gera ansiedade,,
afinal é um novo ano e não sabem como será. De cara terão  que se adaptar com a mudança da professora que
conviveram por um ano, os amigos mudam de sala, novos chegam e lá vão os
pequenos para mais um período de adaptação. Outros literalmente entrarão em um
mundo desconhecido, pela primeira vez ficarão afastados da mãe, da protetora
que tanto amam e serão entregues aos braços de alguém que nunca viram!
Mas é os pais? Haaaa os pais, esses sofrem também,  por tudo aquilo que preveem que o filhos
possam sofrer, por achar que estão sendo cruéis em deixar o filho bebe na
escola, por deixar o dia inteiro, por pensar se estão tratando bem, etc e etc.
Arisco dizer que os pais sofrem mais que os filhos.
Nossa, mas que trágico!! Calma não é tão
trágico assim é você verá!
É muito importante  que os pais parem e reflitam sobre esse
momento, o quando esses sentimentos afetam não só o momento da criança mas o
deles também. Trabalhar consigo mesmos como lidar com  esse início às aulas, e assim ter segurança
para conversar com filho.
Lembrem-se: Pais seguros, filhos seguros.
Pais inseguros, filhos inseguros!! Crianças são reflexo espelho do
comportamento dos pais!
 Vale
lembrar que dizer ao filho apenas  sobre
o lado legal, que é quando compramos os materiais, como forma de incentiva-lo
não  é efetivo. Às vezes a criança se
empolga pela mochila nova por exemplo,  mas quando chega na escola e se depara com a
realidade, deprime e não quer entrar, ou não quer voltar no dia seguinte. Então
atenção papais: Nada substitui a segurança de uma boa é franca conversa!! As
crianças são perfeitamente capazes de entender.
Saiam com eles para comprar os materiais,
esse momento também é legal e importante, pois estão participando do processo
de retorno/início às aulas entre outros ensinamentos que este momento pode
proporcionar, mas antes conversem, encorajem, contém  de suas experiências quando estudavam, falem sobre
a importância do estudo na vida deles, quantas coisas irão aprender e também
farão amigos, muitos deles que levarão para a vida toda, ou seja, apresente ao
seu filho uma escola legal, mostre com exemplos a importância de se estudar,  pois assim dever ser, e não apenas um lugar
que tem obrigação de ir e se dedicar, e dizer que é importante! Tudo na vida
dever ter um sentido, e para o adulto a escola já tem um sentido mostre esse
sentido para seu filho.
Para as crianças que estão indo à escola pela
primeira vez
, e as que são muitos pequenas, o choro pode estar presente nos
primeiros dias diante da separação, separação essa que causa angústia na
criança, diante do espaço e de pessoas desconhecidas. Por isso, é de
fundamental importância a total confiança na escola escolhida, que passam  seguros com a instituição e profissionais,
passa segurança para a criança quando for falar do lugar aonde irá ficar e das
pessoas que o irão receber. Mas não é só isso, como todos sabemos, existe nas
escolas o período de adaptação, aonde pais farão sua parte encorajando o filho,
dizendo: Filho, essa é a professora que ficará com você e você fará muitas
atividades legais com ela e com seus amigos. Mencione que você irá embora mas
voltará para buscá-lo assim que as atividades acabarem. Procurem dizer francamente
a hora, por exemplo: para crianças que estudam de manhã dizer: Eu volto te
buscar para almoçarmos juntos, no caso de crianças que estudam a tarde dizer:
eu volto te buscar no final da tarde, para tomar banho e jantar. Essa ultima
serve para crianças que estudam o dia inteiro. O importante é dar exemplos que
farão a criança ter a noção do tempo que ficarão na escola e não angustiarem
por uma espera. As crianças menores não tem noção do que significa “você
estudará no período da manhã” mas sabem o que é almoçar. Desta forma, a criança
também se sentirá mais segura e confiante para aceitar o novo local e
explorá-lo.
Não se esqueçam ainda que na escola é um lugar com pessoas
capacitadas para acolher e tranquilizar as crianças, e receberão o apoio que
precisam como reforço escolar . As crianças que já estão acostumados com a escola, sofrem com a
mudança feitas pela escola para o novo ano e também da  rotina que é totalmente diferente nas
férias.  Cabe a escola, nos primeiros
dias de aula ajudar com a readaptação destas crianças, oferecendo um ambiente
acolhedor onde a criança se sinta à vontade.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *